Competências Comportamentais Mais Valorizadas

Competências-Comportamentais-Mais-Valorizadas

Existem características profissionais que são valorizadas pelo mercado, independente da área de atuação.

Existe um profissional que seja perfeito? A pergunta é constante, mas na verdade cada empresa tem como resposta seu próprio perfil, que pode variar de acordo suas necessidades e as mudanças do mercado. Portanto, para se tornar um profissional bem visto é preciso se desenvolver de maneira completa, adquirindo competências tanto técnicas quanto comportamentais.

As competências técnicas são aquelas obtidas com a faculdade, cursos, treinamentos, palestras, congressos, livros, entre outras fontes de conhecimento. Já as competências comportamentais são conquistadas a partir do autoconhecimento, caminho que proporciona a compreensão e domínio sobre suas próprias habilidades, capacidades, oportunidades de melhoria e potencialidades. Invista em seu diferencial competitivo!

Qualidades Consideradas Importantes pelas Empresas

De modo geral, existem características profissionais que são valorizadas pelo mercado, independente da área de atuação, que são essenciais para alcance do sucesso em sua carreira. Entre elas, destacamos:

Liderança

A capacidade de liderar pessoas e equipes efetivamente, ou seja, extraindo o melhor de cada talento para alcance de grandes resultados e fazendo com que todas as pessoas consigam trabalhar em sinergia é uma qualidade procurada por empresas de todos os segmentos. As organizações buscam cada vez mais por profissionais que sejam capazes de serem porta-vozes de equipes e que tenham a habilidade trabalharem como um farol que irá guiar seu time, fazendo assim com que ele produza trabalhos melhores e com que seus componentes tenham mais qualidade de vida no âmbito profissional. Vale lembrar que para ser líder não precisar estar em cargo de gestão, pois a liderança pode ser aplicada independentemente de cargo ou função.

Automotivação

A automotivação é a capacidade de manter-se motivado mesmo diante das adversidades e desafios que por ventura a empresa possa estar passando. As empresas procuram por pessoas que tenham essa qualidade justamente por saberem que elas têm a tendência de tirarem proveito de situações complicadas e também de tornarem um cenário ruim em algo positivo a partir de sua própria motivação e força de vontade.

Trabalho em equipe

Ter habilidades para realizar trabalhos em conjunto, flexibilidade para lidar com diferentes perfis de pessoas e uma postura colaborativa é fundamental. O trabalho em equipe é fundamental, uma vez que um time deve trabalhar como um conjunto de engrenagens, onde todos colaboram e cada um faz sua parte para aumentar o desempenho de suas tarefas.

Criatividade

Esta é uma das qualidades profissionais onde o colaborador mostra sua capacidade de inovação para propor soluções, criar oportunidades e ousar fazer diferente. As pessoas criativas conseguem identificar resoluções alternativas para problemas que possam acontecer dentro da empresa, além de terem o talento para criarem novos métodos de trabalho e até mesmo novos produtos e serviços que podem ser oferecidos pela corporação em que trabalha!

Comunicação Efetiva

A falha de comunicação é um dos principais fatores que contribuem para a produção de problemas organizacionais. Portanto é determinante para o profissional que busca se destacar usar bem a oratória para expressar suas ideias com clareza, de modo que sua mensagem seja bem compreendida, tanto por seus colegas de trabalho como por seus clientes.

Capacidade de Negociação

Fazer gestão efetiva de situações de conflito, buscando sempre um entendimento pacífico, visando manter o bom clima organizacional. Essa capacidade de negociar também se estende ao público externo: parceiros, fornecedores e clientes, por exemplo. Um profissional que tem essa característica conseguirá tanto fechar novos trabalhos com clientes quanto negociar prazos e valores que sejam adequados tanto para a empresa quanto para quem a contrata.

Adaptabilidade

As mudanças acontecem e acompanhá-las é preciso para manter os resultados satisfatórios. Ser aberto a novo métodos de trabalho e desafios que o mercado possa proporcionar é uma característica de extremo valor para as empresas, uma vez que pessoas que têm problemas de adaptação podem causar conflitos na organização e se tornam resistentes a mudanças positivas.
O ser humano tem a necessidade inerente de domínio, por isso é uma reação natural resistir ao novo, mas lembre-se, são nas situações mais incômodas que mais crescemos!

Busca por conhecimentos

Profissionais que fogem da estagnação estão sempre em busca de desenvolvimento, e a zona de conforto não faz parte de sua natureza! Busque continuamente cursos de atualização, novos conhecimentos, aprimoramentos em sua profissão, como também seja bem informado sobre seu campo de atuação e atualidades gerais. Isso demonstra ambição por evolução!

Bom Humor

Segundo pesquisa da revista inglesa Management Today, pessoas infelizes são 80% menos produtivas. Além disso, ninguém gosta de trabalhar ao lado de quem vive de cara feia, não é mesmo? É essencial, portanto, buscar o equilíbrio emocional, cultivar emoções positivas e ter bom humor. Isso torna a convivência mais harmônica e os resultados melhores, sem contar que você terá mais leveza em seu trabalho e irá contribuir para um clima organizacional mais favorável.

Relacionamento Interpessoal

Essa capacidade influencia significativamente sua trajetória de crescimento na empresa. Relacionar-se de forma efetiva, garante a empatia com os colegas e líderes, possibilita minimizar os conflitos, estabelecer novos amigos, ganhar seguidores e influência para obter colaboração em seus projetos.

Como pudemos observar, o mercado de trabalho hoje exige que os colaboradores tenham diferenciais, isso inclui aprimorar e desenvolver competências de acordo com a realidade da organização em que atua.
Com isso, busque aprimoramento e esteja sempre atualizado sobre as tendências do mercado, mas especialmente sobre os comportamentos e habilidades mais desejadas pelas empresas.

Por José Roberto Marques

Disponível em:

http://www.ibccoaching.com.br/portal/comportamento/competencias-comportamentais-mais-valorizadas/

 

Anúncios

10 competências que todo profissional vai precisar até 2020

Confira as habilidades que vão ganhar destaque no mercado de trabalho, segundo relatório do Fórum Econômico Mundial

Resolução de problemas complexos

resolução

Pensamento crítico

pensamento

Criatividade

criatividade

 Gestão de pessoas

gestão

Coordenação

coodernação

Inteligência Emocional

inteligência

Capacidade de julgamento e de tomada de decisões

tomada

Orientação para servir

servi

Negociação

size_960_16_9_negociacao

Flexibilidade cognitiva

size_960_16_9_adaptacao

Disponível em:

10 competências que todo profissional vai precisar até 2020

https://globoplay.globo.com/v/5730637/

 

 

 

Por que o networking é tão importante durante a crise?

fila1

Fila de profissionais em busca de emprego superlota CPAT, em Campinas (Foto: André Natale / EPTV)

A IMPORTÂNCIA DO NETWORKING

Muitas pessoas acham que o networking é importante apenas para as pessoas que estão procurando emprego, mas essa não é a única função dessa poderosa ferramenta. Atualmente não se vive mais sem uma rede de relacionamentos e é ela que rege todos os seus negócios.

Para  ter ideia, desde os funcionários até os profissionais liberais precisam de um networking. “Os advogados, construtores, arquitetos, pintores, consultores, entre outros, prestam seus serviços e fecham negócios tendo como seu maior aliado sua rede de relacionamentos. Isso sem falar nas pessoas que trabalham na área comercial, que dependem diariamente da construção de seu networking”, explica  o empreendedor, professor, consultor, palestrante, autor do livro “Para você ir fundo! Como sair da superficialidade da vida e ir fundo em seus objetivos” e fundador dos sites: http://www.objetivospessoais.com.br e http://www.gerentefinanceiroonline.com.br, Wesley Nogueira Barbosa.

O escritor explica que mesmo as pessoas tímidas e introvertidas possuem um networking, só que muitas vezes não tomam conhecimento disso. O que elas precisam mesmo é apenas ampliar essa rede. Colegas de trabalho, de algum curso que esteja frequentando, da igreja, etc. “Comece mapeando as  oportunidades que estão à sua frente. Feito isso, elabore as estratégias que melhor funcionem para você e a seguir coloque em ação. Você pode começar a ampliar o seu networking em um treinamento que vai fazer, seminário ou evento, ou até mesmo no seu trabalho. Não importa quem você esteja conhecendo, você sempre terá algo a aprender com esta pessoa”, indica Barbosa.

Por Wesley Nogueira Barbosa

Empreendedor, Professor, Consultor, Palestrante e Escritor

Fonte: Revista Gestão&Negócios / Outubro de 2017

 

O que significa networking?

Image of male touching icon of social network

Networking nada mais é do que a habilidade de fazer e manter contatos profissionais sólidos e que são benéficos tanto para você quanto para os outros. Este é um dos canais mais importantes para conquistar o sucesso profissional.

Um networking ativo e eficiente pode aumentar consideravelmente as chances de uma boa colocação no mercado, bem como realização de novos projetos e surgimento de oportunidade de negócios.

Dicas para fazer um networking eficaz

Confira seis dicas importantes e saiba como fazer um networking eficaz e assertivo:

Se envolva em eventos ligados à sua área

Esteja sempre presente em eventos e cursos ligados à sua área de formação. Quanto mais você participar, mais chances de ser conhecido e ser reconhecido por outros profissionais você terá.

Tenha um cartão pessoal

Tenha sempre em mãos um cartão pessoal. Ele é um instrumento que facilita a abordagem ao conhecer um novo contato e faz com que você seja lembrado com facilidade. Seu cartão deve conter o seu nome completo, profissão, telefone e email.

Mantenha o seu currículo atualizado

Lembre-se de atualizar seu currículo com frequência ou sempre que agregar novos conhecimentos — seja uma mudança de emprego, de cargo, de carreira ou mesmo ao fazer novos cursos. Isso impede que você perca tempo quando precisar enviá-lo a um contato de sua rede de networking.

Tenha uma conta no Linkedin

As redes sociais têm se destacado como importantes canais de informação, com alcance rápido e instantâneo. Por isso, se você quer manter um bom networking, é fundamental que você esteja presente também no ambiente digital, principalmente no Linkedin — rede social focada no ambiente profissional e que amplia sua rede de contatos.

Organize seus contatos

Para potencializar seu networking, é muito importante que você conheça sua rede de contatos e saiba quem é quem quando precisar solicitar ajuda de algum profissional, seja para um novo emprego ou um novo projeto.

Para isso, organize seus contatos por categoria: separe-os entre amigos, conhecidos, colegas de trabalho, profissionais de eventos e workshops, negócios, mercado, entre outros.

Mantenha proximidade com sua rede de contatos

Dos seus contatos profissionais (considerando lista de emails, agenda do celular e redes sociais), com quantos você realmente mantém contato próximo? Quantos deles você vê ou conversa com certa frequência?

É muito importante pensar nesta questão, pois ter contatos não significa manter um bom networking. Do que adianta trocar cartões pessoais e não estreitar relações sólidas? Se você não se mantém ativo em seu networking, dificilmente ele surtirá efeito quando você precisar.

Por isso, tente manter proximidade com sua rede sempre que possível. Ligue, interaja nas redes sociais, troque emails, compartilhe… Tome cuidado, apenas, para não forçar a amizade e acabar se tornando hostil e invasivo. Lembre-se de manter cautela.

Disponível em:

http://www.ibccoaching.com.br/portal/relacionamento/o-que-significa-networking/

 

GESTÃO DO CONHECIMENTO E DO CAPITAL INTELECTUAL

pare e pense

O QUE VEM OCORRENDO NO MUNDO ATUALMENTE ???

GLOBALIZAÇÃO

Características da “Economia do Conhecimento”
• Alta pressão competitiva.
• Globalização dos mercados.
• Redução drástica dos ciclos de vida dos produtos.
• Consumidores mais conscientes e exigentes.
• Acesso fácil e imediato à informação.
• Fatores de sucesso:
 inovação e qualidade de produtos e serviços;
 ser humano como diferencial competitivo;
 o valor do conhecimento.

Com a chegada da sociedade do conhecimento,os recursos intelectuais formados
pelo conhecimento, informação, competência e criatividade tiveram mais atenção
por parte das empresas porque se tornaram elementos fundamentais para um desempenho aceitável. Se antes o foco era sobre o capital financeiro, matéria-prima,
máquinas e ferramentas, atualmente são os recursos intelectuais o principal ponto
de atenção das estratégias e políticas empresariais.

A gestão do conhecimento é um modelo administrativo voltado às organizações do
mundo globalizado, que distinguiram não ser o ideal apenas obter e reter a informação.
Informação, dados ou fatos necessitam ser analisados por pessoas que as transformem
em conhecimento.

Para saber mais

A gestão do conhecimento, do inglês KM (Knowledge Management), trata-se de uma área de atuação que possui diversas áreas correlacionadas, principalmente a gestão estratégica, teoria das organizações e sistemas de informação. A gestão do conhecimento promove, com visão integrada, o gerenciamento e o compartilhamento de todo
ativo possuído pela empresa. Esta informação pode estar em um banco de dados, em um procedimento ou documento, bem como nos colaboradores com suas experiências e habilidades (SVEIBY, K. E., 1998).

Disponível em:

http://www1.serpro.gov.br/publicacoes/gco_site/m_capitulo01.htm

https://www.portal-gestao.com/artigos/6227-o-trabalhador-do-conhecimento-e-o-aproveitador-de-oportunidades.html.

 

 

As melhores maneiras de motivar a equipe da sua empresa

Empreendedor afirma que é preciso sempre deixar as portas abertas para que a equipe cresça com a empresa

Como incentivo minha equipe
Escrito por Vitor Pedrosa, empreendedor

Até pouco tempo atrás, muitas empresas viam o funcionário, principalmente o de nível operacional, apenas como uma peça que podia ser substituída a qualquer momento por outra.

Hoje, esse quadro tem mudado nas companhias com boas práticas de gestão. Os empreendedores perceberam que uma equipe qualificada e motivada traz maiores retornos. Além de um grande salto de produtividade, reduz a rotatividade sem contar com a redução dos custos de novas seleções e capacitações.

É indiscutível que salário e benefícios como alimentação e plano de saúde são importantes, mas, atualmente, no que diz respeito às gerações X e Y, manter um bom clima interno é essencial.

Na Viva Eventos, por exemplo, procuramos construir um ambiente de trabalho saudável, escutando e entendendo os anseios da equipe. O chefe autoritário e que ganha o respeito pelo medo já está fora de moda.

Ele deu lugar ao que sabe ouvir mais que falar, que respeita e que dá exemplo, que consegue conciliar interesses e explorar o que cada um tem de melhor com suas particularidades.

Outra dica são as reuniões de feedback. Cada colaborador deve ser avaliado pelo seu superior periodicamente. Nessas reuniões, o superior avalia os pontos positivos do colaborador e os pontos que ele ainda tem que trabalhar para melhorar.

Ao fazer isso, o empreendedor mostra para cada um o que ele precisa fazer para crescer, onde errou e onde acertou. Há um alinhamento de expectativa e isso deve ser aproveitado para ouvir suas ambições, o que pretende e onde quer chegar. Nessas avaliações o empresário pode perceber que uma pessoa traria melhor resultado em outro setor, ou que está insatisfeita com tal função e ele tem a possibilidade de trocá-la antes de perder um colaborador treinado.

Em conjunto com essas reuniões, um programa de participação nos resultados vinculados às avaliações também ajuda a manter a equipe motivada, pois todos ganham um bônus se a empresa for bem e ele tiver sido bem avaliado.

Uma política de gestão para resultados, estabelecendo metas claras e desafiadoras, tanto para os cargos de gerência e supervisão como para os operacionais, também contribuem para incentivar a equipe. O colaborador sabe o que a empresa espera dele, e que se isoladamente ou em conjunto atingir as metas, receberá um bônus e terá oportunidade de crescimento.

Oportunidade de crescimento é mais uma prerrogativa. É preciso criar mecanismos para que aconteça a meritocracia. Os melhores querem a chance de serem promovidos, e quando isso acontece, os outros também se esforçam para que um dia também sejam. O empreendedor deve sempre deixar as portas abertas para que a equipe cresça com a empresa.

E, finalmente, a integração da equipe é de suma importância. Promover reuniões semanais ou mensais seguidas de um café da manhã para promover a interação, por exemplo. Às vezes, encontros como happy hour, gincanas e atividades solidárias podem criar um comprometimento e fortalecer a amizade entre a equipe.

Vitor Pedrosa é sócio-fundador e diretor de franquias da Viva Eventos.

Por Editado por Camila Lam

Disponível em:

As melhores maneiras de motivar a equipe da sua empresa