Número de empregados com carteira assinada é o menor desde 2012, diz IBGE

De acordo com a Pnad Contínua, 4 milhões de postos formais de trabalho foram perdidos desde 2014

size_960_16_9_carteiras_de_trabalho

Reforma Trabalhista – Nova lei trabalhista – CLT (Jorge Rosenberg/Reuters)

Rio – O contingente de empregados com carteira assinada no setor privado no trimestre encerrado em abril, de 32,729 milhões de pessoas, é o menor da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012. Esse recorde negativo foi renovado, pois já havia sido atingido no trimestre até março.

Segundo Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os dados divulgados mais cedo mostram “falta de força” do mercado de trabalho.

O pesquisador destacou que o contingente de trabalhadores com carteira assinada vem caindo desde 2014. De lá para cá, cerca de 4 milhões de postos formais foram perdidos.

Fonte: https://exame.abril.com.br/economia/numero-de-empregados-com-carteira-assinada-e-o-menor-desde-2012-diz-ibge/

 

Autor: Wilson Ferreira

Formado em Gestão de Recursos Humanos, Graduando Administração de Empresas e Pós-Graduando em MBA em Liderança e Coaching na Gestão de Pessoas. Venho aprofundar o estudo teórico e prático na área de administração de empresas, recursos humanos e gestão de pessoas. Oferendo aos participantes métodos e ferramentas capazes de envolver as pessoas nas estratégias e objetivos da empresa, considerando as transformações da sociedade contemporânea e as mudanças de paradigmas enfrentadas pelas organizações.

Deixe uma resposta